#Dicaamiga de quarentena | Insta-Detox

Capa por @mehmetgeren.design

O Insta não é de todo ruim. É através dele que eu acompanho a vida/realizações de amigos e familiares que estão longe, que eu vejo os trabalhos de quem me inspira e que eu compartilho alguns momentos da minha vida com o mundo. Ou seja, tem coisa boa lá.

Por outro lado, esse app também é terra sem lei. Para onde você olha tem publicidade disfarçada de #dicadeamiga e pessoas que mostram uma vida abundante na telinha do celular enquanto estão afogadas em dívidas por trás dela. Também não podemos nos esquecer do looping infinito que existe nessa e em outras redes sociais: o feed que nunca acaba, sempre atualiza, te mostra novidades, e quando você vai ver, tem 1h20 que você está lá no Instagram rolando o dedo de bobeira, sem fazer nada, só vendo coisa engraçadinha que vicia seu cérebro em dopamina. 

Foi nessa onda que a Poli fez uma pergunta nos stories do Insta da Fixbitt na semana passada e vocês foram unânimes sobre como estavam se sentindo com relação às redes sociais: cansados, aflitos, com estafa mental e/ou preguiça. 

Não me entendam mal, mas eu fiquei feliz com as respostas de vocês. Primeiro, porque deixei de me sentir sozinha no rolê e, segundo, porque as pessoas que deram essas respostas já se ligaram que a fonte desses sentimentos aflitivos tem origem no Fantástico Mundo das Redes Sociais. Sendo assim, se alegrem, pessoal! Descobrir a origem dos problemas é o primeiro passo que devemos dar quando queremos solucionar algo que tá ruim, e nós já o demos. 

O que nós temos que continuar fazendo é prestar atenção. Observar o que nos incomoda, parar de seguir perfis cujos conteúdos nos afligem, só seguir gente de verdade, estipular um lembrete de limite de tempo nas configurações do Instagram e gastar mais tempo no mundo real. Vamos sair para uma consulta médica, pegar a fila do Detran ou algo desse tipo? Então levaremos um livro. Precisamos parar de tampar os buracos do tédio/ócio com a sensação falsa de satisfação que o Instagram nos dá. Vamos deixar os nossos cérebros mais disciplinados e desintoxicados de dopamina, certo?

Se vocês quiserem, podemos fazer o mês do Insta-Detox aqui no Blog. Todo dia, de segunda à sexta eu me comprometerei a postar notinhas que vão nos ajudar a consumir o Instagram de forma consciente.

O que acham?

Deixem nos comentários a opinião de vocês sobre isso e o que vocês têm feito para não serem sugados para dentro das redes sociais. Dividam comigo suas experiências, tenho certeza de que esse momento de compartilhamento nos ajudará muito!

Contem sempre comigo e não se esqueçam que estamos no mesmo barco!
<3

2 thoughts on “#Dicaamiga de quarentena | Insta-Detox

  1. Maria+Tereza+de+Oliveira+Vieira says:

    Estou buscando ler mais, ficar mais em família, jogos de tabuleiro, e principalmente priorizando o que realmente importa . Voltei para meu curso de inglês e meu celular tem me dado relatórios cada vez mais satisfatórios de que estou usando menos às redes sociais.

    • Maíra Gea says:

      Estou nesse mesmo ritmo que você, Maria Tereza! Tô investindo meu tempo em cursos para tirar a minha atenção das redes sociais e também estou cada vez mais satisfeita com meus relatórios. Consegui diminuir minha média no Instagram de 51 minutos para 43. É pouco, mas vamo que vamo, né?

      Beijo pra você <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *