As linhas também transmitem mensagens?

Sim. E as nossas roupas estão cheias delas.

As linhas, as formas e as cores formam a estrutura básica da linguagem visual, e é através delas que lemos e atribuímos significados às imagens.

Logo quando vemos alguma imagem, ela é analisada pela amígdala, que é em resumo, a área do nosso cérebro responsável pelas respostas emocionais. Antes de uma análise mais profunda, que é feita pelo córtex visual, a amígdala reage à imagem tentando associá-la com algo que já tenhamos visto ou com alguma experiência que já tenhamos vivenciado. É dessa forma que uma imagem nos faz sentir medo, felicidade, angústia ou outras emoções. A reação vem antes do entendimento.

Não é necessário saber o significado desses elementos para reagirmos a eles, mas se o seu desejo é construir uma imagem e transmitir uma mensagem através dela, entender e estudar esses símbolos te ajudarão (e muito!) a alcançar esse objetivo.

Pensando nisso, fiz um compilado com as principais mensagens que são associadas aos diferentes tipos de linha. Dessa forma, você poderá trabalhar com esses elementos a partir daquilo que você deseja transmitir ou mostrar para quem te vê.

RETAS

Verticais: são linhas de força e de estrutura. Transmitem objetividade e confiança, mas não evocam emoções, pois são lidas como algo “frio”.

Horizontais: remetem à linha do horizonte, que é imutável e estabelecida. Por esse motivo, elas passam as mensagens de imobilidade e segurança.

CURVAS

São totalmente opostas às linhas retas.

São linhas que evocam emoções em quem as vê. Quando longas e levemente onduladas, transmitem beleza, lirismo, calma e sensualidade. Já as fechadas estão conectadas à bagunça e às emoções conturbadas. Se também estiverem cruzadas, transmitem mensagens lúdicas e remetem à infância.

DIAGONAIS/INCLINADAS

São dramáticas, dinâmicas e dão a sensação de movimentos bruscos (quem nunca ficou zonzo olhando para um zig-zag?). Por esse motivo, algumas das mensagens que elas transmitem são: insegurança, instabilidade, tensão, conflito e agito. Essas linhas são chamativas e muito usadas para direcionar o olhar do espectador.

ESPESSURA

Grossas: ocupam espaço, tem presença, e por isso, transmitem força e agressividade.

Finas: transmitem suavidade e delicadeza.

Todos esses conceitos foram retirados do livro Visagismo integrado – identidade, estilo e beleza. Caso também queiram ler um pouco mais sobre como a mente humana lê esses elementos, O homem e seus símbolos, de Carl G. Jung, é outra sugestão de leitura que deixo pra vocês.

Gostaram da postagem de hoje, meninas? Deixem aí nos comentários a opinião de vocês, ok?


Adorou a postagem e quer ver mais? Então clique aqui e confira toda a seleção de conteúdos que fizemos especialmente para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *