DIA DE ARRUMAÇÃO | 3 dicas da Marie Kondo que vou levar pra vida

Capa: Marie Kondo (El Mueble, reprodução)

Quando comecei a ler o livro “A Mágica da Arrumação” eu esperava ter acesso a dicas objetivas e diretas, tipo “faça isso” ou “faça aquilo”. No entanto, para a minha feliz surpresa, encontrei um conteúdo mais realista, aprofundado e que passa longe dos compilados de macetes milagrosos.

Marie Kondo defende que organizar a nossa casa é uma forma de colocar em ordem as nossas questões pessoais e o nosso passado. Em outras palavras, quando trocamos coisas de lugar e descartamos o que não é necessário, nossa mente passa a entender o real significado de utilidade.

“A conscientização da pessoa e do seu estilo de vida são infinitamente mais importantes do que qualquer habilidade para organizar coisas. A arrumação depende de valores pessoais ligados ao modo como cada um deseja viver.”

Marie Kondo

No fim das contas, Marie Kondo nos mostra que o processo de organização começa de dentro para fora, e é apenas dessa forma que conseguiremos arrumar um ambiente de forma eficaz e permanente. Para quem está cheio de energia e quer fazer algo de proveitoso no fim de semana, fica aí a dica de leitura levinha e recheada de dicas como essas aqui:

APRENDA A JOGAR FORA

“Arrumar é diferente de guardar”.

Apenas guardar as coisas não funcionará. Afinal, a bagunça só estará escondida quando na verdade precisa ser exterminada. Marie enfatiza a importância do descarte (no livro, inclusive, temos um capítulo inteiro dedicado a este ato) tanto para liberar espaço em casa, quanto para nos libertarmos de lembranças e sentimentos que nos aprisionam.

FAÇA TUDO NUMA TACADA SÓ

“A razão de você nunca conseguir acabar com a bagunça é justamente o fato de arrumar um pouco de cada vez.”

Marie usa a expressão “efeito rebote” para designar aquela arrumação que surtiu um efeito contrário do que deveria ter surtido. Ou seja, uma organização que virou uma bagunça muito pior que aquela que existia antes de você decidir arrumar as coisas.

Sendo assim, iniciar e finalizar esse processo numa tacada só é vital para que você consiga obter um resultado palpável, e o mais importante, duradouro.

ARRUME POR CATEGORIA, NÃO POR CÔMODO

Essa dica é uma daquelas coisas simples que a gente sempre se pega perguntando: “Por que eu não pensei nisso antes?”.

Nós, geralmente, fazemos nossas arrumações por localidade, certo? Isto é, começamos por um cômodo e partimos para os outros ao passo que finalizamos a organização. Contudo, essa tática é uma mais uma armadilha que uma metodologia.

O problema deste método é que nós espalhamos coisas de uma mesma categoria em vários cantos da casa (eu, por exemplo, tenho livros no escritório, no quarto e na sala) e quando arrumamos cômodo por cômodo, nós não temos uma percepção real de quantos itens iguais e desnecessários possuímos.

E aí, amados, quem aí leu esse e já está colocando em prática os conhecimentos? Me contem aí nos comentários o que vocês acharam da leitura ou aproveitem o espaço para compartilhar dicas de outros livros do tipo que fizeram diferença da vida de vocês.


Gostou do conteúdo e quer ver mais? Então clique aqui e confira tudo o que já postamos até hoje no blog da Fix!

One thought on “DIA DE ARRUMAÇÃO | 3 dicas da Marie Kondo que vou levar pra vida

  1. Pingback: Vai fazer uma limpeza no armário? Então veja essas dicas: - Fixbitt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *