Como escolher o blazer perfeito?


Encontrar o blazer perfeito não é moleza, pois peças de alfaiataria podem ir do 0 ao 100, ou vice-versa, em questão de uma vestida. Então eu resolvi te dar uma ajudinha.

Nesse post eu seguirei uma linha de conteúdo nova: farei uma comparação de diversas peças e te indicarei os melhores custos-benefícios a partir de observações bem simples. Bora apurar esse olhar para fazer compras mais assertivas?

BLAZER COM OU SEM FORRO?

Depende.

O forro serve para encaixar a roupa no corpo, dar estrutura à peça e oferecer conforto (pois não deixa as ranhuras das costuras em contato com a pele). Por outro lado, ele também tende a deixar o item mais quente, principalmente se ele for de poliéster, poliamida ou acrílico.

Ah, forro também influencia no preço, claro. Peça forrada é muito mais trabalhosa para ser confeccionada, pois é modelada e costurada duas vezes, no mínimo.

Voltando às peças sem forro: elas podem fazer muito sentido para gente que vive em regiões quentes e abafadas. No entanto, precisaremos ter todo cuidado na análise do tecido. Afinal, blazer sem forro perde estrutura e precisa ser confeccionado num tecido que compense isso.

HORA DA AVALIAÇÃO

Esse blazer abaixo possui em sua composição 75% de viscose e 25% de linho, e isso é ótimo. A viscose entra com o frescor e praticidade na hora da passagem e o linho entra com a estrutura e com a durabilidade (o que é importante, pois estamos falando de uma peça sem forro).

Olhando os detalhes, também dá para perceber que o acabamento interior tem viés, ou seja, mais um ponto a favor. O item ainda tem ombreiras, outro detalhe que garante um caimento mais bonito e também compensa a falta de forro.

O valor dele é R$492 na promoção, o que eu considero um bom custo-benefício. O preço cheio eu já não considero interessante, com quase R$1000 é possível encontrar blazers com mais benefícios no mercado.

Esse da Lofty Style também é interessante. Embora não tenha nenhuma fibra natural em sua composição (91% viscose e 9% elastano), há ombreiras e a modelagem parece ser reta e bem elaborada. Ele não é estruturado como as outras peças que eu trouxe para essa lista, mas ainda assim é uma escolha razoável.

Sobre o valor, achei ok, não ótimo. O custo-benefício fica mais atrativo se essa peça entrar na promoção.

Outra opção que eu achei MUITO interessante é o blazer da Aragäna. A composição dele é 70% viscose e 30% linho, o caimento parece impecável e ele também possui ombreiras. Só não pude analisar o acabamento, pois o site só mostra a peça no corpo da modelo.

De todos os modelos sem forro, esse é o blazer com melhor custo-benefício, pois tem uma porcentagem maior de linho (que é uma fibra cara) e tem todos os elementos que os outros possuem por um preço muito menor.

E um blazer sem forro com custo-benefício ruim, como seria? Olha só:

Temos aqui um modelo com a seguinte composição: 57% poliamida, 38% de viscose e 5% de elastano. Não há nenhum traço de fibra natural, nem forro e me parece que a ombreira, embora existente, não consegue dar aquele formato mais quadradinho e estruturado ao ombro. Traduzindo: vai ficar mais molengão no corpo.

O blazer até minha última olhada estava em promoção pela bagatela de R$508,90.

Sabe o que você consegue comprar por R$500 e com especificações melhores? Esse blazer com forro da Amaro:

É um modelo com forro, ombreiras e 100% poliéster (quente, então use no frio). O design é minimalista, o caimento parece impecável e ainda tem um detalhe fendado nas costas que é bem moderno.

Esse modelo da Amaro, inclusive, tem proposta e especificações muito parecidas com esse abaixo, da Youse:

O blazer da Youse também é 100% poliéster, tem forro e ombreiras. O único diferencial que ele possui é o fechamento na frente e os botões forrados. Achei lindo, ele aparenta ser muito bem desenvolvido. No entanto, o custo-benefício do modelo da Amaro supera o dele.

Talvez numa promoção ele valha mais a pena.

É isso, gente.

Lembre-se que tecido, ombreiras, costuras e forro são os elementos que merecem sua atenção na hora de comprar um blazer. Tenha paciência e observe direitinho as características de todos os modelos que você anda namorando. Parece complicado, mas não é. Ao passo que você for fazendo esse exercício visual, suas análises ficaram mais fáceis e assertivas.


Gostou? Clique aqui para ler mais conteúdos assim.

One thought on “Como escolher o blazer perfeito?

  1. Tacia says:

    Maíra, é recomendável sempre tem que ter uma fibra natural, além da artificial, na composição do tecido da alfaiataria? Não pode ter apenas Artificial + Sintética?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.