Como ter um armário mais colorido pt. 1 | Os efeitos das cores

Há alguns anos, logo após eu ter passado na faculdade de moda, eu abri meu armário e me dei conta de que eu possuía muitas peças pretas, algumas azul-marinho, outras brancas e zero peças coloridas. Zero. Sem exagero.

Sempre pensei que o fato de eu usar tanta peça escura fosse questão de personalidade, mas percebi que minha inclinação para o pretinho básico estava mais relacionada ao medo de usar cores do que ao meu estilo pessoal.

As cores estão intimamente ligadas ao que estamos sentindo e ao que desejamos transmitir, ou seja, são ótimas ferramentas de comunicação. No entanto, meu guarda-roupas do passado não comunicava exatamente as mensagens que eu gostaria de enviar para o mundo. Pensando nisso, elaborei um mini-guia de duas partes que será perfeito para aquelas que, assim como eu, querem usar mais cores, mas não sabem por onde começar.

Sendo assim, nessa primeira parte teremos um compilado com as principais mensagens transmitidas pelas cores, pois entender o que cada uma delas transmite é o primeiro passo para perder o medo de usá-las.

Bora lá?

Verde

Essa cor transmite mensagens de saúde, novidade, renovação, natureza e jovialidade. Além disso, por também representar a natureza, o verde não só transmite, mas também traz a quem o usa a sensação de relaxamento.

Azul

É a cor que remete ao divino, ao distante, ao grandioso e ao intocável. Por isso, o azul transmite as mensagens de verdade, fidelidade, sinceridade e confiança.

Vermelho

O vermelho transmite as mensagens de sensualidade, paixão e poder. Por ser a cor do sangue, nosso cérebro tende a interpretá-la também como perigo, e é por esse motivo que ela é tão marcante (e estimulante) pra quem a vê.

Amarelo

É a cor do criativo, do otimista, do dinâmico e do comunicativo. O amarelo, acima de tudo, é um pigmento que promove o movimento e a comunicação. No entanto, vale lembrar que essa cor, quando utilizada em grandes quantidades, tende a causar irritabilidade.

Cinza

É uma cor extremamente elegante e sofisticada, que transmite mensagens de confiabilidade, seriedade e neutralidade. Por ter essa característica meio indefinida, acromática (uma cor sem cor), tendemos a reagir com distanciamento quando usada em excesso.

Rosa

O rosa fala sobre feminilidade, amabilidade, gentileza e força (quando intenso). Assim sendo, é uma cor que transmite acessibilidade e tende a deixar as pessoas à vontade.

Laranja

O laranja é uma cor extremamente energizante, alegre e entusiasmante. As pessoas tendem a reagir à ela com entusiasmo, extroversão, sociabilidade e vibração.

Marrom

Muitos torcem o nariz pro marrom, mas não existe um tom que transmita tanto aconchego quanto esse. Por ser a cor da terra, temos tendência a nos conectar e a confiar em pessoas que estejam usando o marrom.

Roxo

O pigmento roxo foi utilizado durante muito tempo apenas pela nobreza e, por essa razão, essa cor nos remete à riqueza e ao poder. Além disso, por ser a mistura do azul e do vermelho, o roxo também transmite mensagens opostas como feminilidade e masculinidade, materialismo e espiritualidade.

Branco

O branco tem poderes purificantes e tranquilizantes, por isso é tão associado à paz. Ou seja, é a opção perfeita para quem deseja transmitir mensagens de pureza, limpeza, harmonia e leveza.

Preto

As pessoas tendem a se sentir mais protegidas e com autocontrole quando utilizam preto, pois é uma cor forte e discreta. Não é atoa que essa cor é facilmente encontrada em qualquer armário.

Claro vs. Escuro

A gradação dos tons das cores também podem transmitir mensagens distintas. Cores claras, por exemplo, transmitem flexibilidade, acessibilidade, informalidade, leveza e casualidade. As cores escuras, por sua vez, transmitem força, autoridade, formalidade, poder, drama, seriedade e credibilidade.

Intenso vs. Suave

Com relação à intensidade das cores, as mais brilhantes são mais impactantes e transmitem mensagens de entusiasmo, desafio, energia e ousadia. No entanto, quando utilizadas em excesso, podem remeter à agressividade, o que não é bom. Uma boa dica é mesclar tons intensos e suaves, já que esses últimos trarão equilíbrio visual à produção e transmitirão mensagens de conforto, acolhimento, sofisticação e prudência.

Quente vs. frio

Cores quentes transmitem agitação, ação, dinamismo, acolhimento, energia, acessibilidade e amizade, já as cores frias comunicam o oposto de todas essas mensagens, ou seja, tranquilidade, racionalidade, equilíbrio, distanciamento e introspeção.

Embora eu tenha feito um resumão das propriedades gerais das cores, ainda há muita coisa para explorar nesse universo. Portanto, quem quiser mergulhar ainda mais no assunto, o livro “A Psicologia das Cores” de Eva Heller pode ser uma ótima opção.

E aí, meninas? Depois dessa primeira parte vocês já se sentem mais dispostas à arriscarem em alguma cor em particular? Me contem nos comentários e fiquem atentas, pois amanhã sai a parte 2 desse mini-guia, ok?


Gostaram da matéria e querem ver mais? Acesse aqui todo o conteúdo que já fizemos com muito carinho pra você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *