Você viu ele por aí? O consumismo disfarçado de autocuidado?

Autocuidado é uma palavra que tem pipocado em tudo quanto é lado na internet, né? Mas isso não é ruim não, viu? Acredito que num momento como esse, onde as pessoas estão extremamente frágeis mental e emocionalmente, falar sobre autocuidado é muito importante.

No entanto, eu observei algumas marcas (espertinhas) aproveitando da fragilidade das pessoas e levando o discurso do autocuidado para outro caminho. ‘Cuide de você’, ‘você merece’, ‘autocuidado é amor’ são alguns dos discursos usados por elas para te fazer consumir sem dor na consciência, mas também sem freio.

Como se não bastasse alguns influenciadores digitais também entraram nessa, e estão trabalhando como mensageiros do consumismo disfarçado de autocuidado.

Infelizmente, muitos ainda não conseguem enxergar como esse discurso é perigoso, pois ele se retroalimenta. Ou seja, a partir do momento que alguém cai neste círculo vicioso, tudo converge para essa pessoa não consiga mais sair dele.

Pensa comigo. Você está frágil, começa a seguir influencer X ou marca Y e eles dizem que “tá tudo bem” gastar o seu tão suado dinheiro num produto que, na maioria das vezes, é caro. Aliás, o discurso do autocuidado entra não somente para te fazer consumir na emoção, mas também para justificar o valor superfaturado do que eles querem que você compre. Afinal, seu bem-estar não tem preço.

Mas retomando…

Você compra o produto, continua se sentindo mal. Então você vai lá e compra outra vez, pois você está se cuidando, não é mesmo? E isso nunca termina. Esse ciclo perdura e perdura até você começar a achar que seu problema não tem jeito.

Lembrando que eu não sou contra o ‘autopresente’, muito pelo contrário. Eu acho que sempre que puder, você deve sim comprar algo que te faça feliz, seja um perfume ou uma coxinha. O que eu não gosto é de pessoas que tentam emplacar, de forma bem sorrateira, a ideia de que comprar pode, de alguma forma, preencher um vazio na gente ou resolver algum problema nosso.

Pois bem, essa é a mensagem levinha que eu queria deixar para alegrar a manhã de sábado de vocês. Hahahahahah

Brincadeiras a parte, não caiam nessa, viu gente? Fiquem atentos e sejam críticos, pois sair disso é difícil e quando você consegue essa proeza restam os juros rotativos do cartão de crédito e os boletos para pagar.

consumismo ou autocuidado?

Digo isso por experiência própria.

Bom sábado pra vocês, pessoal! E fiquem de olho aqui no Blog, pois amanhã eu subo a postagem das cores premium da cartela de inverno!

<3


Curtiu o texto e quer ler mais? Então lá vai uma dica de leitura muito boa para você fazer nesse sábado de manhã.

One thought on “Você viu ele por aí? O consumismo disfarçado de autocuidado?

  1. Pingback: Cuidado com as dicas de beleza que você vê nas redes sociais - Fixbitt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *